Tumblelog by Soup.io
Newer posts are loading.
You are at the newest post.
Click here to check if anything new just came in.
websobrecontrolandopeso30

Encontro Com Fátima Bernardes


O Que Todos Os e-commerces Precisam Saber


Você de imediato escutou aquela música que fala “reconhece a queda e não desencoraja. Levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima”? Que bem, esse trecho pode resumir a trajetória de vários empreendedores universo afora. Após chegarem perto da falência, eles não desistiram e deram a volta por cima com muita persistência e valentia.


Cada pessoa que pretende se arriscar no mundo dos negócios precisa saber, de antemão, que o caminho para o sucesso é enorme e rico em armadilhas. No meio do percurso, momentos desesperadores e ocorrências de instabilidade são inevitáveis. Pra José Luiz Castilho, consultor empresarial da Resulta Consultoria, vários empreendedores não aceitam resolver com essa circunstância e desistem antes mesmo de tentar revertê-la.

     
  • HTPF (conversa) 21h19min de 3 de agosto de 2009 (UTC)
  •  
  • Hospedagem para Web sites Corporativos
  •  
  • Digite as informações de botão em Configuração -> WP Custom Buttons e gerar o shortcode
  •  
  • 000 visualizações: $10 dólares
  •  
  • Reveja sua estratégia mobile
  •  
  • Conecte-se com outros blogueiros

“Eles não têm a obediência e a infraestrutura emocional suficiente pra conviver com isso. No plano de recuperação de uma organização, você deve ser duro pra tomar decisões estressantes, como demitir funcionários e renegociar tuas dívidas”, pontua Castilho. Em vista disso, é preciso incluir, logo no planejamento, alternativas pra defrontar os momentos de crise e até fazer uma reserva de dinheiro antes mesmo de pegar o projeto do papel.


“Os gastos com fornecedores, transportadores e criação sempre chegam, porém não temos certeza se a receita vai vir. E, ademais, o retorno demora pra acontecer”, alerta o consultor empresarial. “Dar a volta por cima” não faz quota só das histórias de empreendedores famosos. Tem muito empresário que já tentou, já fracassou e já se reergueu, todavia não estampa capas de revistas.


Porventura, você tem ou conhece alguém que tem um aparelho da Apple - iPhone, iPad, MacBook, entre outros. Em plena era dos celulares e tablets, chega a ser inimaginável pensar que a maçã mais famosa do universo já esteve perto da falência. Apesar de ter sido fundada no dia 1o de abril de 1976, a história de que a Apple chegou perto de falir é verídica. Para que pessoas não sabe, a organização começou no quarto de Steve Jobs, onde ele e seu sócio Steve Wozniak construíram a Apple I, um dos primeiros pcs pessoais do mundo. Ao todo, venderam 200 aparelhos por 666,sessenta e seis dólares.


Aos poucos, novos produtos e mais vendas. O sucesso chegou de vez no lançamento do Macintosh, em 1983. A empresa cresceu e contratou muitos funcionários. Sem a cabeça criativa e ousada, o fracasso estava iniciando a ser desenhado. Nenhum outro produto da corporação fez enorme sucesso depois da saída de Jobs. Em 1997, ele aceitou o convite para reverter a ocorrência crítica em que a companhia se encontrava. Aceitando a incumbência de comandar a reviravolta que a Apple iria sofrer, Jobs apontava o amplo vilão: os produtos.


No começo da década de 1990, numerosos lançamentos da maçãzinha se tornaram completos fiascos. Talvez você nem saiba, contudo a Apple lançou um console de videogame, o Pippin. O fracasso foi tão grande que, dos cem 1 mil produtos construídos, apenas 42 mil foram vendidos. E, mesmo em um ciclo turbulento, a receita de Jobs foi ousar. Ano após ano, a maçã surpreendia o mercado da tecnologia com os lançamentos de iPod, iPhone e iPad. Em 2011, Jobs morreu, contudo deixou um amplo legado para o universo da tecnologia - uma das marcas mais inovadoras e valiosas do mercado. Ele neste instante apostou em mais cem companhias, e boa parcela delas não vingou. Aquela que o levou ao sucesso foi a loja de discos, que depois tornou-se uma gravadora, a Virgin Records. No entanto em sua trajetória de erros e acertos, Branson agora investiu em companhia aérea, banco, marca de lingeries, clube de vinho, vestidos de noiva e até em viagens ao espaço. Todavia seu enorme fracasso talvez tenha sido aquele que é o mais citado até hoje, a Virgin Drinks. A marca tinha como carro-chefe a Virgin Cola, concorrente da Coca-Cola. Em insuficiente tempo, ela fechou as portas. Não obstante, Branson nunca se deixou a abater com os negócios que não deram direito. Pelo contrário, ele acredita que os erros são primordiais para o sucesso.


Caso de fato precise algo "gratuito" e sem limites, a melhor opção podes ser o OperaVPN. Mas, ele coleta as informações e poderá divulgá-los a terceiros, como este seus aproximados. No mínimo, a empresa deixa a circunstância clara nos termos de uso. Como aumentar a segurança pela Web? Visualize no Fórum do TechTudo.

Tags: blog

Don't be the product, buy the product!

Schweinderl